Páginas

quinta-feira, 15 de julho de 2010

COMPAIXÃO E JUSTIÇA


O Amor Universal favorece o levantamento da escola, mas, se te negas a aprender, ninguém te pode arrancar às trevas da ignorância.
A Divina Presciência estabelece regras e meios para a higiene, mas, se desertas do cuidado para contigo, albergarás, no próprio corpo, largo pasto à imundície.
A Infinita Bondade inspira a elaboração do remédio que te alivie ou cure as doenças, nessa ou naquela circunstância difícil, mas, se recusas o medicamento, continuarás sofrendo o desequilíbrio.
A Eterna Sabedoria promove a fabricação de extintores e encoraja a educação de bombeiros, mas, se ateias fogo na própria casa, padecerás, de imediato, os resultados do incêndio.
A Providência Vigilante suscita a formação de recursos para o cultivo e defesa da gleba, mas, se foges do trabalho, a breve tempo terás, no próprio campo, vasta coleção de espinheiros e serpentes.
Deus dá a semente, mas pede serviço para que o pão apareça; espalha ensinamentos, mas pede estudo para que haja aprimoramento do espírito.
Não procures enganar a ti mesmo, aguardando compaixão sem justiça.
Anota os fenômenos da existência e reconhecerás que a vida te concede guias e explicadores, estradas e máquinas; no entanto, exige que penses com a própria cabeça e andes com os próprios pés.
Afirma Allan Kardec: “Certo, a misericórdia de Deus é infinita, mas não é cega.”
E Jesus, encarecendo a responsabilidade que nos supervisiona os caminhos, adverte-nos no versículo trinta e três do capítulo treze, no Evangelho de Marcos: “Olhai, vigiai e orai...”
Observemos que o apelo à prudência não inclui simplesmente o “vigiai” e o “orai”, e, sim, começa, com ampla objetividade, pelo imperativo categórico: “Olhai”.

Enviado por Teresa Cristina Soares de Oliveira do blog
*Ü*Fazendo Meu Caminho*Ü* (http://fazendomeucaminho.blogspot.com/)

11 comentários:

cantinho she disse...

Oi minha querida é isso mesmo "Olhai, vigiai e orai sempre", beijo, beijo!

Antonio Carlos disse...

Muita paz querida irmã e amiga Maria José!
“Olhai, vigiai e orai...”
Jesus, após orientar seus ouvintes, durante o Sermão profético – conhecido como o Sermão do Monte das Oliveiras – sobre os acontecimentos futuros, adverte-os ao final com essas palavras: “Olhai, vigiai e orai, porque não sabeis quando chegará o tempo.” (Mc 13.33).
Mesmo que muitos analisem esse texto e seu contexto de forma alegórica, prefiro compreendê-lo como Jesus o colocou: textualmente.
Entendo que somos os responsáveis diretos pelos caminhos que escolhemos trilhar em nossa vida.
Tentações espirituais; sugestões de outras pessoas ou até mesmo nossos próprios impulsos podem nos conduzir a uma vida feliz ou infeliz, por essa razão é importante estar atento não apenas à movimentação física que ocorre à nossa volta, mas principalmente às manifestações espirituais preditas pelo Senhor Jesus.
Como Ele mesmo disse acerca da sua volta: “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão. Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os
Que o Senhor que está sempre ao nosso lado, quer estejamos passando por momentos felizes ou tristes; momentos de luta ou de descanso, continue te abençoando hoje e sempre.
É muito bom ser seu amigo!
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo

Antonio Carlos disse...

Muita paz querida irmã e amiga Maria José!
“Olhai, vigiai e orai...”
Jesus, após orientar seus ouvintes, durante o Sermão profético – conhecido como o Sermão do Monte das Oliveiras – sobre os acontecimentos futuros, adverte-os ao final com essas palavras: “Olhai, vigiai e orai, porque não sabeis quando chegará o tempo.” (Mc 13.33).
Mesmo que muitos analisem esse texto e seu contexto de forma alegórica, prefiro compreendê-lo como Jesus o colocou: textualmente.
Entendo que somos os responsáveis diretos pelos caminhos que escolhemos trilhar em nossa vida.
Tentações espirituais; sugestões de outras pessoas ou até mesmo nossos próprios impulsos podem nos conduzir a uma vida feliz ou infeliz, por essa razão é importante estar atento não apenas à movimentação física que ocorre à nossa volta, mas principalmente às manifestações espirituais preditas pelo Senhor Jesus.
Como Ele mesmo disse acerca da sua volta: “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão. Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho, senão o Pai.” (Mc 13.31,32)

Que o Senhor que está sempre ao nosso lado, quer estejamos passando por momentos felizes ou tristes; momentos de luta ou de descanso, continue te abençoando hoje e sempre.
É muito bom ser seu amigo!
Sempre juntos em Jesus, em quem podemos confiar.
Antonio Carlos, aprendiz de servo

analice disse...

é lindo o texto.. nos ajudar a nos melhorar...

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

¿Dizer o quê desses dois Anjos de Luz, Emmanuel & Chico Xavier? Nada. Só ouvir e seguir... O resultado sempre está bem ali, a poucos passos. Andemos, pois, em retos passos e corretos atos.

abs

Ulysses disse...

Maria José,

Muita luz e alegria para o seu coração!

Jorge disse...

Olhai com olhos da alma, pois o da carne está deturpada.

Amiga do coração, beijo, como sempre, de coração!

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

Maria José: Somos os frutos do nosso passado. Na reencarnação presente,'imploramos' pela oportunidade de redimirmos erros de outrora. Na sua INFINITA MISERICÓRDIA, o PAI MAIOR, alem de nos dar esta chance, nos permite a escolha do livre arbítrio, contudo nos alerta pelas nossas escolhas: "A CADA UM, SEGUNDO TUAS AÇÕES". Abrçs.Roy Lacerda.

Senhor da Vida disse...

Que assim seja!Excelente texto!

ValériaC disse...

perfeito texto querida amiga... é preciso consciência em se enxergar com a alma e agir com o que dita nosso coração...
É preciso agir...nada acontece efetivamente se não parte de nós mesmos... essa é a verdadeira mudança...
Tenha um lindo final de semana!
Beijinhos...

orvalho do ceu disse...

Olá,
Gostei muito da relação Compaixão e Justiça... Aprendi que a Justiça é santidade... que é processo.
Assim, neste caminhar, chegaremos lá... no caminho do bem.
Fique na paz!
Bjs