Páginas

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

SEM JULGAMENTO


Não faça julgamento precipitado....
Havia numa aldeia um velho muito pobre que possuía um lindo cavalo branco.
Numa manhã ele descobriu que o cavalo não estava na cocheira.
Os amigos disseram ao velho: - Mas que desgraça, seu cavalo foi roubado!
E o velho respondeu: - Calma, não cheguem a tanto. Simplesmente digam que o cavalo não está mais na cocheira. -O resto é julgamento de vocês.
As pessoas riram do velho.
Quinze dias depois, de repente, o cavalo voltou. Ele havia fugido para a floresta. E não apenas isso; ele trouxera uma dúzia de cavalos selvagens consigo.
Novamente as pessoas se reuniram e disseram: -Velho, você tinha razão. Não era mesmo uma desgraça, e sim uma benção.
E o velho disse: - Vocês estão se precipitando de novo. Quem pode dizer se é uma benção ou não? Apenas digam que o cavalo está de volta.
O velho tinha um único filho que começou a treinar os cavalos selvagens.
Apenas uma semana mais tarde, ele caiu de um dos cavalos e fraturou as pernas.
As pessoas se reuniram e, mais uma vez, se puseram a julgar: - E não é que você tinha razão, velho? Foi uma desgraça seu único filho perder o uso das duas pernas.
E o velho disse: Mas vocês estão obcecados por julgamentos, hein? Não se adiantem tanto. Digam apenas que meu filho fraturou as pernas. Ninguém sabe ainda se isso é uma desgraça ou uma bênção.
Aconteceu que, depois de algumas semanas, o país entrou em guerra e todos os jovens da aldeia foram obrigados a se alistar, menos o filho do velho.
E os que foram para a guerra, morreram.
Quem é obcecado por julgar, cai sempre na armadilha de basear seu julgamento em pequenos fragmentos de informação, o que o levará a conclusões precipitadas.
Nunca encerre uma questão de forma definitiva, pois quando um caminho termina, outro começa, quando uma porta se fecha, outra se abre.
Às vezes enxergamos apenas a desgraça, e não vemos a benção que ela nos traz.

PÁGINAS DA VIDA
As páginas da vida são cheias de surpresas...
Há capítulos de alegria, mas também de tristezas...
Há mistérios e fantasias...
Sofrimentos e decepções...
Por isso, não rasgue páginas e nem pule capítulos...
Não se apresse a descobrir os mistérios...
Não perca as esperanças...
Pois muitos são os finais felizes.
E nunca se esqueça do principal:
No livro da vida o autor é DEUS.

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (
http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

11 comentários:

Maria Izabel Viégas disse...

Minha Maria José, vim te dar um beijo de boa noite! também estou com saudades. Não tenho conseguido visitar todos meus amigos. Sempre vejo vc, mas não comento. Outro dia fui postar uma mensagem no História Encantada, que foi uma piada...errei tanto, mandei imagens de tamanho pequeno, Por fim consegui, Estava morrendo de sono e cansaço. Qualquer hora olho meu mapa rss eu sempre esqueço de mim, fazer o quê?
Afinal temos compromissos , o jeito é seguir e ser feliz pois TEMOS TUDO QUE NECESSITAMOS, não é mesmo?
Eu tenho uma amiga como vc... que sempre escreve mensagens que nos consolam. Nos fazem refletir sobre a nossa maneira de viver e conviver.
A história acima é um aviso: de tanto julgarmos nossa mente e corpo começa a adoecer.
Quando proferimo pr´-julgamentos... é o nosso eu falando mais forte. E como somos cegos.
Nossa, querida, como a vida é um desafio constante!
mas..como vc disse: Deus , Ele tudo sabe e se confiarmos , o melhor acontecerá. Nem sempre o que desejamos, mas o que muitas vezes é o nosso programa de vida estabelecido antes de nascermos.
Asim como ficamos felizes quando realizamos uma boa obra...como deve ser divino... sair daqui com pelo menos uma boa parte resolvida, mesmo que tenhamos sofrido e muito. faz parte.
Linda, como é o jeito Maria Izabel? rsssss
humm, eu não sei, existe esse jeito!!??
beijos neste coração que amo tanto!
Tudo teu é belo!

Sonhadoremfulltime disse...

Boa noite,
agradeço a vista a um dos meus espaços e o facto de ter gostado do mesmo.
Volte sempre que desejar porque o mundo dos sonhos não possui qualquer porta.
Mais um texto que aqui colocou que dá que pensar, e em que a sabedoria esta presente deuma forma bem notória.

Obrigado

Sônia Silvino disse...

Este blog é uma lição de vida!!!
Bjkas, minha amiga querida!

Senhor da Vida disse...

Só posso dizer uma coisa: Arrasou, citarei em meu blog essa poesia se me permitires, beijos e um grande Beijo! citarei seu maravilhoso blog claro!

Marcia disse...

Olá Mara,
Vim te desejar um bom dia e um bom final de semana. Nao tenho conseguido visitar todos os amigos. Este texto que vc postou é simplesmente maravilhoso! Aí estao aliadas várias licoes, ou ensinamentos - a primeira a paciência, a precipitacao é sempre a responsável pelos nossos desatinos, depois o nao julgamento, o pensar no bem, nao sermos sempre negativos etc. Nao é fácil... Principalmente quando temos a mente deseducada.
Um grande beijo.

Jorge disse...

Maria José
Olhamos conforme a nossa visão, a nossa compreensão.
Quase sempre dirtorcida, pois não conhece sobre todos os angulos, aquilo ou aquele que se critica.
Ponderar é necessário e juntamente com bom-senso, silenciar-se quando nada de bom puder ver ou falar.

Meu Anjo,
beijo, de coração e um ótimo dia!
Jorge

Graça Pereira disse...

Gostei desta página que me deu paz, tranquilidade nas percepções perante o acontecimento. Já o povo diz:"Há males que vêm por bem".Depois, aquele resumo da "Páginas da Vida" com conselhos tão válidos e tão felizes... Vale sempre a pena vir até aqui!
Um beijo grande e bom fds
Graça

Multiolhares disse...

O não julgamento deveria ser prioridade na nossa vida, mas... estamos sempre a julgar e ainda por cima pensamos sempre que fazemos o julgamento correcto

bonito cantinho o teu
bom fim de semana

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Gostei do texto, sempre temos a predisposição para o julgamento.
Com muito carinho BJS.

manuel marques disse...

Os nossos sentidos não nos enganam. O que nos engana é o nosso julgamento .

Beijos e bom fds.

Michelle Crístal disse...

A Arte de estar com os outros...Arte de silenciar...Já estou te seguindo...Companheira de boas leituras!