Páginas

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

A VERDADEIRA CORAGEM


Coragem é o poder de dominar e vencer o medo face aos vários desafios com que nos confrontamos.
Aquele que tem coragem não vira as costas, não vacila, permanece firme.
Sua meta elevada o faz mover-se em direção ao obstáculo e, como um leão, que não tem medo de caminhar sozinho, lança-se sobre a presa no momento certo.
A verdadeira coragem é aliada da inteligência e da ponderação. Ela nos faz encarar as dificuldades com determinação até as vencermos por completo.

8 comentários:

angela disse...

Bom texto, além da coragem a inteligência e a ponderação são essenciais

Maria José disse...

É verdade, Angela, a coragem sem ponderação e inteligência, pode se tornar muito perigosa. Beijos, amiga.

Pelos caminhos da vida. disse...

Mas às vezes essa coragem nos coloca em certas situações.

Boa noite amiga.

beijooo.

Kelly disse...

Maria José querida, você sempre me leva a refletir. Cheguei a conclusão que definitivamente sou uma covarde.
Não quero enfrentar quero fugir, fico procurando quem enfrente por mim, por isso tanta coisa mal resolvida na minha vida. Está dependendo apenas de mim!!! GRande beijo

Maria José disse...

Kelly. O primeiro passo você já tomou: ter a consciência de que a mudança depende de você. Para mudar, basta dar um passo de cada vez. Todos nós precisamos mudar constantemente, porque ainda somos muito imperfeitos. Acho que estamos aqui nesta vida para isso: mudarmos para melhor. Beijos, querida e um ótimo final de semana.

Antonio Carlos disse...

Paz, querida irmã Maria José!
O corajoso, via de regra, se coloca à frente dos obstáculos e luta com "unhas e dentes" para obter êxito em sua empreitada.
Muitas vezes somos capazes de enfrentar "o mundo inteiro" para fazer prevalecer nossas opiniões e desejos e somos incapazes de enfrentarmos a nós mesmos.
Bom seria se usassemos a mesma ousadia e coragem que temos para superar os obstáculos externos, para dominarmos nossos sentimentos mais intimos, que se viessem à tona mostrariam toda a nossa fragilidade.
Peçamos a Jesus que nos ajude nessa conquista interior.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos

Maria José disse...

Tem razão Antonio Carlos. Ter coragem para enfrentarmos os nossos sentimentos internos é bem mais complexo e exige de nós, esforço consciente. A reforma íntima é dolorosa no início, porque requer mudança, não só de nossas atitudes e sentimentos, como também, de nossa relação com o mundo à nossa volta. Beijos e ótimo final de semana.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Coragem é para todos, mas só alguns tem.
Com carinho BJS.