Páginas

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

A OPÇÃO DA SIMPLICIDADE


Muitas pessoas reclamam da correria de suas vidas.
Acham que têm compromissos demais e culpam a complexidade do mundo moderno.
Entretanto, inúmeras delas multiplicam suas tarefas sem real necessidade.
Viver com simplicidade é uma opção que se faz.
Muitas das coisas consideradas imprescindíveis à vida, na realidade, são supérfluas.
A rigor, enquanto buscam coisas, as criaturas se esquecem da vida em si.
Angustiadas por múltiplos compromissos, não refletem sobre sua realidade íntima.
Olvidam do que gostam, não pensam no que lhes traz paz, enquanto sufocam em buscas vãs.
De que adianta ganhar o mundo e perder-se a si próprio?
Se a criatura não tomar cuidado, ter e parecer podem tomar o lugar do ser.
Ninguém necessita trocar de carro constantemente, ter incontáveis sapatos, sair todo final de semana.
É possível reduzir a própria agitação, conter o consumismo e redescobrir a simplicidade.
O simples é aquele que não simula ser o que não é, que não dá demasiada importância à sua imagem, ao que os outros dizem ou pensam dele.
A pessoa simples não calcula os resultados de cada gesto, não tem artimanhas e nem segundas intenções.
Ela experiencia a alegria de ser, apenas.
Não se trata de levar uma vida inconsciente, mas de reencontrar a própria infância.
Mas uma infância como virtude, não como estágio da vida.
Uma infância que não se angustia com as dúvidas de quem ainda tem tudo por fazer e conhecer.
A simplicidade não ignora, apenas aprendeu a valorizar o essencial.
Os pequenos prazeres da vida, uma conversa interessante, olhar as estrelas, andar de mãos dadas, tomar sorvete...
Tudo isso compõe a simplicidade do existir.
Não é necessário ter muito dinheiro ou ser importante para ser feliz.
Mas é difícil ter felicidade sem tempo para fazer o que se gosta.
Não há nada de errado com o dinheiro ou o sucesso.
É bom e importante trabalhar, estudar e aperfeiçoar-se.
Progredir sempre é uma necessidade humana.
Mas isso não implica viver angustiado, enquanto se tenta dar cabo de infinitas atividades.
Se o preço do sucesso for ausência de paz, talvez ele não valha a pena.
As coisas sempre ficam para trás, mais cedo ou mais tarde.
Mas há tesouros imateriais que jamais se esgotam.
As amizades genuínas, um amor cultivado, a serenidade e a paz de espírito são alguns deles.
Preste atenção em como você gasta seu tempo.
Analise as coisas que valoriza e veja se muitas delas não são apenas um peso desnecessário em sua existência.
Experimente desapegar-se dos excessos.
Ao optar pela simplicidade, talvez redescubra a alegria de viver.
Pense nisso !!!!!

Fonte: CPI-Brasil.com e Momentobrasil.com.com de Roy Lacerda

25 comentários:

angela disse...

Importante pensar sobre essas coisas para não ficar fazendo coisas sem pensar.
beijos

Graça Tristão disse...

Olá Maria José!
Hoje escrevi no meu BLOG SEM PONTO SEM VÍRGULA ma poesia mais ou menos parecido com esse assunto. Te espero lá!
Um FDS lindo prá você.
PAZ no seu caminho...
Graça

Fernando Christófaro Salgado disse...

Querida Maria José,

Sempre postando belos textos. Sempre reflito muito sobre o conteúdo deste texto e concordo plenamente com tudo o que foi escrito, principalmente com a frase: "Se o preço do sucesso for ausência de paz, talvez ele não valha a pena."

Abraços,

Fernando C. Salgado.

REGINA GOULART SANTOS disse...

Belo texto para reflexões, Maria José.
É que a sociedade em que vivemos, numa maneira geral, por pura hipocrisia, considera como valor inestimável, o "PODER", sintetizado pelo o que você tem e não pelo o que você é. Daí todas estas discrepâncias, em um mundo de aparências, onde poucos têm muito e muitos têm tão pouco.
Um excelente final de semana.
Beijos
Regina Goulart

Vitor Soares disse...

Maria José,

Normalmente damos valor a simplicidade somente quando estamos em situações críticas que foram criadas por nós mesmos.

Bela postagem!

Abraço,

Vitor

Lívia Luz disse...

Excelente reflexão, fazemos muitas coisas sem pensar.
Bela postagem!
Bj

Jorge disse...

Belo texto!!!
Somos inconscientes ainda, por isso instáveis na nossa vida.
Mas chegaremos lá, pois para crescermos, só na companhia da simplicidade.

Um beijo e um ótimo fim de semana!!!

Jorge

Renato Baptista disse...

Oi Maria José...

Parabéns pelo Blog... Estarei sempre por aqui.
Convido-a a dar uma espiada lá na minha Academia da Poesia e no blog que fala dos meus estudos de espiritismo: http://estejamosempaz.blogspot.com
Abraços

Renato Baptista

Elizabeth disse...

Olá Maria José,
Temos muito que aprender ainda, muito.
Abraços.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Maria José Querida, esta frase: "De que adianta ganhar o mundo e perder-se a si próprio?" é semelhante a uma muito minha: posso perder tudo, menos minha alma. Quando abdicamos de nossa essência, nosso centro divino, entramos gradativamente em um colapso interno. Ao nos centrarmos, conquistamos tudo que nós é essencial. Beijos. Meu afeto.

Maria José disse...

Angela. Gostei do seu comentário: devemos pensar antes de fazermos coisas sem pensar. Beijos.

Maria José disse...

Fernando. De que adianta o sucesso, se não há paz interior? Sem paz nada tem sentido. Beijos.

Maria José disse...

Regina. Infelizmente, nós Espíritos em aprendizado, ainda damos mais valor ao ter do que ao ser. Espero que um dia possamos valorizar mais a parte moral e espiritual em detrimento da parte material. Beijos.

Maria José disse...

Vitor. Você tem razão. Apegamo-nos à simplicidade, quando alguma situação nos forçou a agirmos dessa forma e não, devido a uma reforma íntima e mudança de pensamento e comportamento. Beijos.

Maria José disse...

Lívia, devemos primeiro pensar e depois agir, para evitarmos fazer coisas que possamos nos arrepender mais tarde. Beijos.

Maria José disse...

Jorge. Com fé e determinação chegaremos lá. Beijos.

Maria José disse...

Elizabeth. Somos ainda Espíritos na idade infantil e temos muito a evoluir. Por isso, devemos aproveitar ao máximo essa encarnação, para não termos que repetir a lição numa próxima. Beijos.

Maria José disse...

Adélia. "Posso perder tudo, menos minha alma". Uma frase desta só poderia partir de você. Beijos, amiga.

alegria de viver disse...

Querida amiga
Obrigada pelos lindos comentários que deixa no meu blog. Gosto de vir aqui porque tem conteúdo, e saio feliz com o que leio.
Simplicidade só os sábios a conseguem.
Com muito carinho BJS.

Maria José disse...

Graça. Passei no "Sem ponto sem vírgula" e amei a sua poesia. Aproveitei a ocasião para dar um pulinho em todos os seus outros blogs. E todos são lindos, cada um ao seu estilo. Beijos.

«╬♥ LADy M«╬♥ disse...

adorei seu blog vou te seguir ta ..depois passa la no meubom final de semana bjs

Maria José disse...

Renato. Visitei seus blogs e confesso que fiquei surpreendida. Gostei de todos. Vou estar sempre por lá. Beijos.

Maria José disse...

Rufina. Eu é quem agradeço a oportunidade que tive de conhecer o seu blog e, consequentemente, a você, através de seus escritos. Beijos.

Graça Tristão disse...

Maria José agradeço sua gentileza!
Tem MIMO das crianças traga para seu blog...tenho certeza que ainda "reside uma criança aqui dentro".
PAZ no seu coração!
Graça

Maria José disse...

Obrigada, Graça. Com certeza temos uma criança dentro de nós, sempre aguardando uma oportunidade para se manifestar. Estou indo lá pegar o mimo e desde já lhe agradeço. Beijos.