Páginas

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

A BELEZA DOS DIAS COMUNS


No final do dia, o marido se dirige à esposa e diz: “Hoje foi um daqueles terríveis dias comuns”.
Acho muito interessante como temos uma visão errada sobre os “dias comuns”
Dias comuns são aqueles dias em que tudo foi exatamente como sempre havia sido antes. Normalmente eles são reconhecidos como tediosos e maçantes.
Prefiro observar os “dias comuns” de forma diferente (até porque a maior parte dos nossos dias são “comuns”, se eles forem chatos, a nossa vida tende a ser uma chatice só!)
Para mim, os “dias comuns têm grande valor.
Quer ver?

Nos dias comuns eu não estou doente nem estou com dor (quando tenho alguma dor, o dia não é um dia comum).
Nos dias comuns ninguém que eu amo faleceu ou está muito doente.
Nos dias comuns não perco o meu emprego; nos dias comuns a minha vida não está envolvida em nenhum escândalo ou catástrofe.
Nos dias comuns as pessoas que eu amo, também me amam e não estão “de mal” comigo; nos dias comuns eu não passo fome e nem frio.
Nos dias comuns eu não participo das guerras e nem vejo a morte bem perto de mim; nos dias comuns o sol não provocou uma seca e nem a chuva provocou uma enchente.
Nos dias comuns não sou assaltado nem seqüestrado; nos dias comuns os amigos não me traem; nos dias comuns estou em paz.
Viu? Dias comuns podem se tornar tediosos, mas dias “especiais” (não comuns) podem ser muito difíceis e sofridos. Por isso, prefiro os dias comuns e escolho valorizá-los.
Há alguns dias tive um problema de saúde. Passei mal e tive dor. Nesse momento, fiquei lembrando do dia anterior...um “dia comum”.
No ordinário dos “dias comuns” eu vejo a mão de Deus. Por isso, sou grato pela beleza dos “dias comuns”.

2 comentários:

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Dias comuns são os mais belos, mas não percebemos a sua beleza, precisamos ver acontecer algo de diferente, para então cogitarmos a ideia.
Com muito carinho BJS.

Maria José disse...

É verdade, Rufina. A maioria das pessoas precisa vivenciar algo diferente para sentir a vida. Eu, particularmente, gosto dos dias comuns e da rotina, que me dá possibilidade de organizar meus horários para utilizá-los da melhor forma possível. Beijos.