Páginas

domingo, 30 de agosto de 2009

CARTA DE UM FILHO


Pai, eu sei que você gostaria que houvesse um jeito de fazer-me enxergar a vida através dos seus olhos, bem mais experientes, poupando-me de tropeçar pelo caminho.
Eu sei que você gostaria de ter as costas mais largas para carregar também os meus fardos, para aliviar-me de pesos.
Pai, eu sei que às vezes o mundo é cruel e que viver nele pode ser uma árdua tarefa, mas sei também que você gostaria de construir um mundo onde só houvesse o melhor para mim e onde o tempo não fosse tão curto para aprendermos a vida, onde não houvesse pessoas capazes de ferir-me, onde eu pudesse apenas brincar de viver.
Eu sei que você gostaria de dar-me esse presente.
Pai, eu sei da tristeza que você sente por não poder impedir que eu sofra, que eu fique doente, que abusem de mim, que os perigos me rondem e que a fé se desfaça em meu coração.
Sei das cicatrizes que você carrega, provocadas por ferimentos que já me atingiram no passado.
Sei das suas angústias e sobressaltos, quando algo ameaça o meu presente.
Sei das suas vontades e ansiedades voltadas para o meu futuro.
Ah, Pai, que maravilhoso futuro você gostaria que eu vivesse!
Eu sei disso, Pai.
E por saber tanto, eu lhe peço, ouça-me: se dores eu sofri, maiores elas teriam sido sem a sua presença.
Se em pedras muitas vezes eu tropeço e caio, lembro-me que foi você quem ensinou-me a levantar.
Se olho o futuro e sinto medo, ele se vai assim que eu recorro à fé que você plantou em mim.
Agradeço a Deus por ter escolhido você para orientar os meus passos.
Foi com você que aprendi que quando a jornada torna-se difícil, Ele nos toma nos braços.
Obrigado, Pai!

7 comentários:

Maria José disse...

É incrível esta carta de um filho a seu pai. Acho que todo pai e mãe é igual, pois a gente faz exatamente isto: proteger os filhos de tudo; colocá-los bem grudados em nós para que não passem por nenhum tipo de sofrimento físico, moral ou psicológico. Nós, pais, preferimos sofrer o sofrimento dos filhos e isentá-los de qualquer tipo de dor. Mesmo aquelas dores de uma decepção por uma nota baixa; por não ter sido convidado para uma festa; por não ter podido comprar aquele objeto tão desejado etc etc. Qualquer dor ou dorzinha nos filhos, doem mais nos pais. É certo? É errado? É apego? Não sei. Só sei que comigo aconteceu igual. Não me arrependo, faria tudo de novo, da mesma forma. Porque no final de tudo, eu a perdi e não pude fazer nada. Ela estava bem de saúde; nunca teve uma doença; era ativa; era feliz. Simplesmente dormiu e não acordou, ou melhor, acordou do outro lado da vida. Até hoje não sei o motivo. Ela partiu e eu, no quarto ao lado, não pude fazer nada para ajudar. O laudo do IML? Hipoxemia por causa desconhecida. E você tem que passar o resto da sua vida sem a presença daquela que foi a sua maior alegria. Por isto, afirmo novamente: eu faria tudo de novo, sem medo de estar errando na educação, sem medo de estar comprometendo a sua liberdade. Faria tudo de novo.

EU ESCOLHO A LUZ !!!!!!!! disse...

Maravilhosa Mensagem, nós sempre acreditamos que podemos fazer mais e nos cobramos exaustivamente e no fundo o nosso papel mais importante é o de sermos os agentes ativos, a exemplificação concreta do Amor. O restante é a interpretação das experiências de cada um.
Seu Blog é maravilhoso, cheio de sensibilidade e beleza.
Parabéns!!!

*Adriana* disse...

É verdade Maria José, tudo que se relaciona a eles nos afeta. Outro dia minha filha estava chorando no quarto e não queria me dizer o que era, insisti e contou que uma das colegas estava espalhando na escola que ela era uma pessoa falsa. Senti vontade de pegar a colega...rs, mas no dia seguinte estavam "de bem". Percebi que não devo interferir mesmo que doa em mim.
Muito triste o que contou sobre sua filha, amiga. Algumas coisas acontecem e não temos explicação mas precisamos confiar que Deus tinha seu destino traçado por alguma razão para nós desconhecida.
beijos no coração.

Anônimo disse...

•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*•
Oi Maria José sou amiga da Jeanne,
lindo esse texto parabens pelo blog!!!
Seja qual forem a sua lida
e as suas aspirações
na barulhenta confusão da vida
Mantenha-se em paz com a sua alma.
Este é ainda um mundo maravilhoso.
TENHA UMA SEMANA FELIZ
•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*¸
http://gotinhasdeluz.zip.net

alegria de viver disse...

Olá querida
Como sempre dá gosto vir neste blog, tem tanta coisa para ler e aprender.
Eu sempre leio tudo e gosto muito, belos textos.
Te agradeço por isso.
Todo o meu carinho BJS.

Antonio Carlos disse...

Querida Maria José!
Kalil Gibran em seu livro “O profeta” diz em resposta aos apelos de uma mãe, que “...vossos filhos não são nossos filhos, são os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma e embora vivam convosco não vos pertencem”.
Não conheço os aspectos que nortearam a vida desse poeta, mas certamente ele não demonstra o mesmo cuidado que todos nós, pais e mães que amam os filhos que o Senhor nos concedeu e não são frutos da “vida por si mesma”. A Palavra de Deus, na qual eu creio em sua totalidade, diz, nos Salmos 127.3 que os filhos são herança do Senhor, e por essa razão devemos cuidar deles como algo precioso que foi depositado em nossas mãos. Não apenas orientando-os no caminho que devem seguir, mas também participando com eles em todos os seus momentos, quer sejam eles felizes ou não. Sempre procurei estar ao lado de meus filhos e não me arrependo de ter tido esse comportamento.
Que o Senhor te abençoe Maria José, hoje e sempre.
Antonio Carlos
www.procurandoosperdidos.com

Anônimo disse...

As far because your daily practice goes look at starting with
half one hour per day. You can learn how to teach yourself bass guitar using this
highest rated course. In general, the Fishman has the harder modern tone with the two units reviewed, plus benefited from less handling noise during us in
the tremolo unit. Start off using the primary notes and chords, practice them, engage in
a very song that contains them and then proceed for the future
guitar lesson.

My web-site ... Best Acoustic Guitar (ivf96.net)