Páginas

terça-feira, 18 de agosto de 2009

26 ANOS DE IDADE, 3 ANOS SEM TE VER


Minha adorada filha Marcela,
Amanhã, dia 19, é seu aniversário. Se estivesse aqui na Terra, estaria fazendo 26 anos e, com certeza, já teríamos combinado algum tipo de comemoração, juntamente com seu pai, como sempre fazíamos. Este era o único dia do ano em que eu e seu pai ficávamos juntos, para dar a você a alegria que você sempre mereceu ter. Mas você não está mais aqui conosco, fisicamente. Então, só me resta ficar lembrando do tempo em que passamos juntas.
O primeiro dia que te vi foi a minha maior emoção, a emoção de te olhar e falar: minha filha!
Como não lembrar de seus aniversários, dos natais, das festas juninas, dos carnavais e das fantasias. Todos estes momentos vividos com muito amor, carinho e recheados de alegria.
Os seus “primeiros”, como, a primeira visita ao Jardim Zoológico com 11 meses, sendo o tucano, o bicho que mais te chamou a atenção. A primeira visita ao mar, na Barra da Tijuca, aos 2 anos, e a sua expressão: “quanta aguinha!!!”. E tantos outros “primeiros”, que se os colocasse aqui, não pararia de escrever.
Não tem como deixar de lembrar os seus brinquedos preferidos, os seus desenhos, as brincadeiras que mais te divertiam...
As suas formaturas, colégio a colégio e a sensação de mais um dever cumprido. Infelizmente, na formatura da Medicina Veterinária, você já não estava mais entre a gente.
Passa um filme na minha cabeça e isso só aumenta a minha saudade de você.
Sinto minha alma doer e meu coração partir ao imaginar como você estaria agora. O que estaria fazendo? Já estaria trabalhando? Onde? Estaria namorando ou já estaria casada?
Como é difícil viver sem você... Como é difícil não sentir seu corpo perto do meu...
A dor de não te ver, faz com que meus pensamentos viajem para junto de você. E nesse pensamento, me vejo junto a ti, abraçadinhas e felizes, comemorando o seu aniversário.
26 anos, minha filha! Parabéns, meu amor... Que você seja sempre feliz e que esteja sempre acompanhada de bons Espíritos e de seu Anjo Guardião, a sempre lhe abençoar, em sua nova caminhada. Receba o meu amor, o meu carinho, o meu afeto e a minha eterna gratidão por tudo que você representou em minha vida.
De presente, quero lhe dar a minha força, que vem de Deus, por eu não ter desistido, por não ter abandonado os nossos projetos, por não ter me revoltado com Ele. Quero lhe dizer, filha, que apesar de ter o coração amargurado, triste e vazio, continuo meu caminho. E que apesar de viver sem entusiasmo e sem a alegria esperada, ainda estou aqui, lutando, procurando novos caminhos, procurando a reforma íntima e o fortalecimento da minha fé nos desígnios de Deus.
Sinto-me só, é claro. Ninguém me ensinou a viver sem você... Estou aprendendo isto sozinha.
Todos os dias, ao acordar e ao dormir, peço a Deus força e luz para prosseguir minha jornada, para acreditar que tudo tem um propósito. E Deus me abençoa e me faz continuar, me ensinando que eu posso carregar esta cruz.
Receba esta linda rosa amarela e saiba que tenho a certeza de que sua partida não é eterna e que um dia, haveremos de nos encontrar.
PARABÉNS, minha filha, minha ruivinha, meu maior tesouro, meu eterno amor.
Que Deus te proteja sempre!!!
Com amor.
Mamãe

35 comentários:

Maria José disse...

A certeza da sobrevivência que a prática Espírita garante às criaturas está acompanhada da certeza da reunião daqueles que se amam depois da perda do corpo físico.

dança de shiva disse...

Linda sua declaração de amor para sua filha...
Que o Divino permaneça presente através dessa sua natureza. Existe nos Sr dos anéis uma cena em que o Rei chora a perda de seu filho e ele diz o seguinte: Nenhum pai deveria viver mais que seu filho... O filho é a imagem da criação Divina, eu tenho um menino, que é a luz dos meus olhos...
Namastê!!!!
Jane

Lú Silva disse...

Maria, semrpe vejo sua fotinha com o sorriso no rosto, nunca imaginei esta situação. Que triste. Não sou mãe, ainda, mas fecho meus olhos e imagino a dor... o vazio ... desejo a você muita força. E é em Deus que buscamos ela.


conte comigo!!!!!!


bjos fofos

Mariz disse...

Salvé Maria José

Estou a abrir uma excepção porque normalmene vou averiguando quem se vai juntando e "seguindo" - lendo ou não - o que vou escrevendo no meu blog, mas poucos o comentam, a não ser os do costume...ou mais um ou outro, "en passant". Infelizmente, para aqueles que querem ser muito comentados e acumularem muitas fotos nos seguidores, ...comigo não têm essa sorte, porque raramente saio do "meu canto" e quando o faço é para agradecer quem me comenta cada post e depois sim, escrevo algo do que leio também.
Sei que fui impulsionada a vir aqui se calhar para lhe dizer o que já sabe, se é que leu o post anterior - ao que colquei há poucos dias - depois de vir de Fátima para onde - desde o meu despertar consciencial há 10 anos - vou sempre passar uns dias. Assim, depois de cremar o corpo da minha mãe precisamente no dia do meu aniversário - 60 anos - segui e fiz lá o luto ganhando assim, mais algumas forças.
Penso que as pessoas que nos vão deixando - porque até aqui neste plano já vivemos na eternidade - nunca nos deixam. De quando em vez têm autorização superior - porque continuam sendo instruídas noutros planos para conseguirem ulrapassar certos obstáculos que não conseguiram no tempo que estiveram aqui - e por isso vêm presenciar junto de nós, aquilo que custa mais vencer: as emoções! - sejam elas quais forem!

Portanto pela minha parte tento não ficar muito angustiada, ou chorosa para não incomodar mais, a alma que partiu e que eu escolhi para m qualquer parentesco....os meus pais neste caso, porque ambos se foram há pouco - sou filha única. O meu pai partiu há 4 anos com 93 lúcido e independente e a mãe com 92 já acamada há cerca de 1 ano.
Penso que é um bem para todos os que se foram ver-nos superar certos desgotos e como Deus disse: não choreis os mortos"eu tento cumprir isso - sem fanatismos, ou fundamentalismos, porque não tenho qualquer doutrina....passei um pouco por todas e delas retirei os ensinamentos que vi se ajustavam a mim - porque todas dizem a mesma coisa, apenas com a diferena de serem escritas conforme a cultura de cada povo e a tónica mais ou menos acentuada. MAs o essencial está lá! Assim, para cumprir melhor,e com mais facilidade o meu percurso anímico, meti esses dados no meu computador intelectual e lá vou Caminhando, agora por conta e risco, com o PAI a vigiar-me!
Venho oferecer-me para o que de mim necessitar, de toda a experiência de vida que trago e há uns 5 anos, para cá, vivo quase isolada como eremita mas que ésta qualidade de vida juto da Natureza e com sopro de Deus que me sustenta.

Deixo um abraço
Mariz

ESPAVO! - como em MU (Lemuria)

"reconhecendo a LUZ que há em si"!

Maria José disse...

Querida Jane,
Fiquei muito emocionada com as suas palavras. Você tem razão ao dizer que nenhum filho deveria partir antes dos pais. Acho que os pais deveriam fazer esta viagem antes dos filhos, para poder ajeitar tudo à espera deles. Mas tem coisas que nós não entendemos e por isso não podemos julgar se foi justo ou injusto, certo ou errado. Não sei! O que me conforta é saber que a minha Marcela vive e que um dia, estaremos novamente juntas, pois o nosso amor está acima de qualquer distância, por maior que seja. Obrigada pela postagem. Beijos.

Maria José disse...

Minha querida Lú. Obrigada por suas palavras e pela força. Realmente a dor de viver sem a minha Marcela é muito grande e só com a força de Deus, consigo vislumbrar alguma coisa de positivo no futuro, que é ajudar pessoas que passaram pela mesma dor que estou passando. O sorriso que você mencionou, ainda o tenho, mas não tão intenso quanto o da foto, pois esta foi tirada por ela, minha filha. Por isto estava tão feliz. Beijos.

Maria José disse...

Minha querida Mari. Quanto prazer ao ler as suas palavras, sinceras, fortes e de ânimo. Gostei do seu blog porque algumas coisas me chamaram a atenção: adoro bailarinas e acho que toda mulher tem um quê de bailarina; adoro temas de meditação, embora não a pratique e além do visual do seu blog, que me agrada substancialmente, o que me chamou mais a atenção, pelo momento que estou passando, foi a carta para sua mãe. É linda, comovente. Você sabe o que é passar por perdas importantes, pessoas que foram a nossa fonte de alegria e amor. Passar por esta saudade que aperta a alma e dói o coração.
Os dias ficam mais compridos e eu não sei o que fazer com o tempo que sobra.
Os finais de semana são piores, pois não encontro tarefas suficientes para preencher o tempo e cessar o pensamento. Falta esperança por não saber como vencer a dor deste imenso silêncio.
Sinto muito a falta da minha filha. Sinto falta da sua mão segurando a minha; sinto falta do seu coração que entendia o meu. Sinto falta dela para partilhar a vida comigo.
Mas procuro superar tudo isto, acreditando que tudo que nos acontece tem um motivo, um motivo que nem sempre entendemos e aceitamos. Não é fácil viver sem ela! Mas sei que estamos ligadas pelo pensamento e pelo amor e que sempre estaremos nos amparando mutuamente. O amor ... este não pode ser mudado, porque é eterno. É este amor que nos une. E assim, vou vivendo, também como você, um pouco isolada, mas com muita fé de que vá conseguir passar por esta prova com dignidade. Obrigada por suas palavras e por seu apoio. Pode contar comigo também, sempre que quiser. Vou estar sempre passando pelo seu blog, pois tenho certeza que estarei aprendendo muito com as suas postagens. Mais uma vez, obrigada e fique com Deus.

Elayne disse...

Querida Maria José,todo meu carinho a você e muita luz para sua Marcela.
Repasso para você um poema que a escritora Alice Ruiz escreveu para um pai que, como ela, viu seu filho partir para outra dimensão contrariando todas as leis da natureza.


Meu irmão,
os meninos crescem e se vão,
para onde vão com suas cores, suas luzes,
sua vontade de crescer?
Os meninos nos deixam
e nós deixamos os meninos irem,
nada podemos fazer para impedir
que eles, um dia, nos deixem.

Nossos meninos cresceram
tudo que tinham para crescer,
nós é que somos pequenos
e não podemos ver
para onde foram os meninos,
meninas dos nossos olhos,
luzes para sempre acesas
iluminando o resto desta estrada
e o começo de outra,
quem dera, como a deles, derradeira.

Beijos
Elayne

Maria José disse...

Obrigada minha querida amiga Elayne. Este poema encheu meus olhos de lágrimas. Ninguém, a não ser quem já vivenciou esta triste experiência, pode avaliar o tamanho da saudade. E o tamanho do vazio no peito, o vazio na vida, o vazio do futuro. Beijos saudosos.

Anônimo disse...

Amiga linda,que carta bélissima que o teu MAR RECEBEU,
e agora que ja está fora da CELA ,
com certeza melhor ENTENDEU.
Como eu queria ter maior DISPONIBILIDADE ,
para junto a voce enfrentar esta eterna SAUDADE,
e poder subir até a mais alta MONTANHA,
para que voce pudesse ver como se GANHA,
liberdade maior para viver.
Mas como ainda sou tão PEQUENINHA ,
eu sigo somente escrevendo esta LINHA ,
para que voce continue amiga, esperando um novo renascer.
Voce sabe melhor que NINGUEM ,
que tua menina agora no ALEM ,
continua muito a ti amar.
Qaundo perdemos alguem aqui na TERRA ,
ganhamos mais um PROTETOR na outra ESFERA.
Que Deus nosso pai CRIADOR ,
te fortaleça no momento da DOR,
para que continues embelezando nossas VIDAS ,
com estas palavras QUERIDAS ,
que sempre está a nos dar.
E esta linda rosa AMARELA ,
que voce deu para a MARCELA,
sendo entre todas pra mim a mais BELA ,
eu plasmo neste momento uma IGUAL
e ofereço a minha mentora ANGELICAL ,
que adorava esta flor.
O blog foi uma idéia DELA ,
para se abrir mais uma JANELA ,
neste intercâmbio de amor.
Que Deus na sua infinita BONDADE ,
junte estes dois anjos por esta AFINIDADE, para juntas Maria ,podermos continuar.
Nesta troca bendita de AMOR ,
possamos chegar juntas a esta FLOR ,
na certeza da vida imortal.
Obrigada minha AMIGA,
por ter criado esta LIGA,
que hoje nos mantem ligadas.
Chovendo ou fazendo SOL ,
eu posso aqui falar em PROL ,
daqueles que junto a mim caminham.
Encarnados ou DESENCARNADOS ,
todos somos irmâos ALADOS ,
caminhando para o mesmo fim.
Um beijão lindinha, no fundo do teu coração..JR

Zé Carlos disse...

Maria José, se vc soubesse como a Marcela está feliz hoje especialmente por ser sua filha...
O Paizão cuidou dela muito bem até hoje e será assim pela eternidade toda....
Fique feliz, fique em paz.
Beijão do teu amigo ZC

Anônimo disse...

Amiga desculpe o meio estranho de chegar a vc ,através do anonimo identificado kkkk,é que eu tento e continuo tentando de outro geito e alem de nada eu conseguir ainda perco meus depoimentos e depois fico meio stressada e já largo esta maquina falcatrua de lado ,pois acho que ela está me tirando pra boba ,kkkkk
Coisas de gente velha né amiga ?Acho que me identifico mesmo é com métodos sem nomenclatura formalizada.
Então quando ver um anonimo comprido ,já sabe que sou eu e tambem me facilita pois quando tiro as letras (no)fico com mais (animo)pra escrever rsrsrsr bjs ....

bemviver disse...

Olá querida.
Obrigada por nos mostrar esse lado tão especial, todas as palavras são pequenas diante do sentimento que existe da perda.
Só uma palavra SAUDADE ela não tem definição mas diz tudo.
Sinta a luz com o meu carinho BJS.

*Adriana* disse...

Maria José, percebi sua visita no meu blog, e vim aqui para conhecê-la. E logo minha primeira leitura é sua declaração de amor e saudade. Não pude evitar as lágrimas. Beijos no coração.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Maria José, compartilho contigo esta data tão bela, de aniversário de sua amada filha. Creio e sinto que a ligação de amor ultrapassa tempo, espaço e qualquer dimensão. Digo isto, por ter vivenciado algumas experiências de contato com pessoas amadas que "partiram". Assim sendo, de alguma maneira, sua filha pode estar recebendo todo este Amor que as une. Isto é algo maravilhoso que evidencia a força magnífica deste sentimento. Suas palavras aqui escritas e tão sentidas por você, impregnam com muito Amor o espírito de sua filha e nutre o seu também. Além de enternecer quem as lê aqui. Continue sua jornada, como tem feito e busque a alegria em cada milésimo de segundo em tudo de belo que a Vida te oferece. Apesar da imensa saudades, a Vida é uma dádiva divina! Beijo. Meu afeto.

Hugo Matias disse...

Linda carta de amor, que Deus abençoe sempre!

Agulheta disse...

Maria José. Mesmo lonje de ti sua filha estará sempre junta ao seu coração,o amor é algo que não se perde,sendo ele verdadeiro e puro,o amor de mãe fica para além da vida e da morte,Fica no espirito e coração.
Beijinho e para sua filha!

Karlota disse...

Maria José, que lindo o que vc escreveu para sua filha.. A saudade deve ser enorme, o vazio deve ser grande.. Que ela esteja nos braços de Nossa Senhora e que vc continue com esta força até o momento em que se encontrarão de novo.
um beijo

Maria José disse...

Minha querida amiga JR. Que palavras belas você me escreveu. Só podia esperar isso de você. Não sabe o ânimo que me proporcionou hoje. Você sabe que algumas datas são mais difíceis de serem enfrentadas e esta é uma delas. Agradeço-lhe a amizade, a afinidade e sintonia que sentimos uma pela outra, as suas palavras tão doces e meigas, e o seu ensinamento espiritual, que só nos faz crescer. Obrigada JR. Você é muito especial. Beijos e fique com Deus. Que Ele abençoe o seu trabalho.

Maria José disse...

Caro amigo Zé Carlos. Muito obrigada por suas palavras de consolo. Abraços.

AFRICA EM POESIA disse...

Maria José...
O meu carinho e o meu silênci...
um beijo no seu grande coração

Maria José disse...

Bemviver. Muito obrigada por suas palavras. Beijos.

Maria José disse...

Cara Adriana. Que bom que você passou por aqui neste dia tão triste para mim e me entregar a sua sensibilidade e gentileza. Obrigada. Volte sempre. Haverá dias melhores. Beijos.

Maria José disse...

Querida Adélia. Muitíssimo obrigada por suas palavras. Esse carinho me dá força para continuar a vida sem a presença física de minha filha. Beijos.

Maria José disse...

Obrigada Hugo. Vocês não calculam a força que estão me dando. Abraços.

Maria José disse...

Agulheta. É verdade que o amor é eterno. Eu e ela estamos unidas por este maravilhoso amor, que vence qualquer distância e permanece no tempo. Obrigada. Beijos.

Maria José disse...

Karlota. É isto que me dá forças. A certeza absoluta de que vamos nos encontrar um dia, seja no plano espiritual, seja em outra vida encarnada. Um amor como este não acaba, ao contrário, torna-se maior a cada dia. Vence espaço e tempo. Um dia, haveremos de estar juntas novamente. Obrigada por seu carinho. Beijos.

Maria José disse...

Obrigada Africa em Poesia. Todas estas palavras incentivadoras só me fazem ficar mais feliz e tenho a certeza de que Marcela também as está ouvindo e sentindo-se feliz também. Obrigada e beijos.

Maria Izabel Viégas disse...

Não sei o que é perder um filho...somos espíritas, temos a crença e , já tive comprovaçõs de que a morte é apenas um até logo. Mas já perdi meus pais e meu irmão. Uma vez estava eu, triste, me sentindo tão sozinha e um dos meus meninos me perguntou porque eu chorava. Eu lhe disse: amor, me dei conta que estou só, não tenho minha primeira família,da minha árvore fiquei eu. E ele, me beijou, dizendo: e nós , não somos sua família?sim, eu os tenho, são amados, mais não são meus pais. è uma saudade que permanece. mas não tão triste. Eu estava aqui, mas eles estavam, libertos no céu dos anjos.
Nem sei o que é sentir a falta de um filho. mas aqui estou com meu coração chorando junto ao teu...
Não há como comparar as perdas nossas; cada ser que amamos tem o seu peso em ouro.
A força , amada que tens, é a fé que existe um: até logo!
Quantas vezes senti no meu rosto um leve roçar de um suave de um beijo e uma explosão de amor no peito e, os senti perto de mim.
Certeza tenho que estamos sempre juntos, vc nunca estará sozinha. nem sua menina.
Mas... a saudade que fica é muitas vezes tão grande, que não dá para ser mais, é muita!
Esta rosa,muitas rosas já estão nas mãos de sua filhota. E ela vive e se encontra contigo em sonhos. Só não nos é permitido recordar, pois , não precisamos de provas, assim é!
Como eu gostaria de te dar um beijo... e te abraçar. E dizer que sinto amor tão grande por vc e por sua menina.
Ela está bem... é esta força que as une que fortalece as duas.
Que leves a ela onde ela estiver o nosso carinho, não se acaba assim um grande amor.
Se assim o fosse Deus não existiria, E Ele existe e está contigo e com sua amadinha.
Muitos beijos, Deus as abençoe.
Sinta. Maria José, ela está contigo para sempre... duas almas que se eternizam no Amor!
Parabéns pelo 26° aniversário, doce menina!
E a vc amiga, fique a certeza do Amor que prá sempre vive!

Cristina disse...

Maria José, que Nossa Senhora - Maria, mãe de Jesus em sua plenitude, possa aliviar seu coração da dor, da saudade, de não ter junto a você nesse momento de celebração da vida, sua filha.Pois, Maria foi mâe como nós somos, e também passou pela dor de perder um filho unico e querido.
Lindinha, ao ler sua declaração de amor para Marcelle, chorei..., emocionei-me, pois o amor MATERNO é o sentimento que realmente ultarpassa a vida terrena,e, através de suas palavras à querida e amada Marcelle, percebe-se que ele (o amor materno)é trancendental, ou seja, é o verdadeiro AMOR...
Beijinhos carinhosos,
Cris

AMRITA PAKI disse...

Querida companheira de baias, colega, amiga e linda mulher que és. Quanto você é querida. Sua Marcela não te deixou só. Veja quantos companheiros estão ao seu lado. Estamos aqui fortalecendo esse caminho de luz que você e a Marcela construiram. Que você seja cada dia mais iluminada e harmoniosa. beijos

Maria José disse...

Maria Izabel. Quantas palavras belas. Quanto conforto. Senti, ao lê-las um alívio tão grande, que pareceu-me estar abraçada à minha filha, quase sentindo o calor de seu corpo. Graças a Deus, somos espíritas. A certeza da vida após a vida é que nos dá força suficiente para continuar, mesmo sem muito entusiasmo. Afinal, ainda somos imperfeitos... estamos aprendendo... e tentando ser melhores pessoas, para vislumbrarmos futuros mais felizes. Obrigada, amiga por suas palavras de carinho. Beijos.

Maria José disse...

Cristina. Obrigada por suas doces palavras. Sou muito grata a Deus por ter me confiado Marcela por 22 anos e 10 meses, pois com ela, pude ser mãe e experimentar o verdadeiro amor e o verdadeiro sentido da palavra felicidade. Beijos.

Maria José disse...

Minha querida Amrita Paki, amiga de todas as horas. Obrigada pela luz que está sempre nos proporcionando. Sinto-me mais fortalecida. Beijos.

Luanna disse...

Nossa ... ao procurar uma figura de Natal me deparei com seu blog e depois da leitura me refleti em muitoas coisas ... siga sua jornada em Paz e que DEUS ilumine sempre esse vazio em seu coraçao, um FELIZ NATAL e um um 2010, cheio de esperanças .
Luanna Moiteiro