Páginas

terça-feira, 28 de julho de 2009

É PROIBIDO


É proibido chorar sem aprender; levantar-se um dia sem saber o que fazer; ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas; não lutar pelo que se quer; abandonar tudo por medo; não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor.
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos.
Não tentar compreender o que viveram juntos, chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas, fingir que elas não te importam.
Ser gentil só para que se lembrem de você, esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo.

Não crer em Deus e fazer seu destino.
Ter medo da vida e de seus compromissos, não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar.
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos de desencontraram.
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas.
Pensar que a vida delas vale mais que a sua.
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história, deixar de dar graças a Deus por sua vida.
Não ter um momento para quem necessita de você; não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade.
Não viver sua vida com uma atitude positiva.
Não pensar que podemos ser melhores.
Não sentir que sem você, este mundo não seria igual.

4 comentários:

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

É proibido, não usarmos todo nosso potencial, pois nele reside toda riqueza com a qual viemos munidos, para cumprirmos nossa missão nesta Vida. Tem um selo em blog, à sua espera. Venha buscá-lo! Beijo.

Karlota disse...

Gosto muito de tudo que vc posta aqui. As vezes precisando de uma palavra, venho aqui!
Parabéns pelo blog.

Maria José disse...

Obrigada Adélia, pelo selo. É uma honra recebê-lo. Passei e-mail para você a respeito do selo. Estou aguardando resposta. Fique com Deus.

Maria José disse...

Seja bem vinda, Karlota. É sempre um grande prazer recebê-la. Que bom que estas palavras têm ajudado você em determinados momentos de sua vida. Fique com Deus. Beijos.